Lugares para conhecer no Rio Grande do Norte

O Rio Grande do Norte é um estado encantado. De norte a sul, ele é banhado por lindas praias. Têm também as dunas que garantem a diversão para qualquer viajante. Embarque com a gente nessa viagem ao Nordeste e venha conhecer um pouquinho mais sobre o estado.

Natal

Vamos começar pela capital do estado. Natal é uma cidade gostosa, de gente de sorriso aberto; aquele tipo de lugar que dá vontade comprar uma casa e ir tomar um café na padaria, sabe?

Uma ótima opção é iniciarmos conhecendo a história e a cultura da cidade. Então, vamos ao Centro Histórico. Na capital potiguar, há um Corredor Cultural. Ele começa na Igreja de Santo Antônio; passa pelo Teatro Alberto Maranhão, pela Praça André de Albuquerque, local que marca o marco zero da cidade.

Seguindo o passeio pelo Corredor Cultural, chega-se ao Solar Bela Vista. O palacete em estilo neoclássico é tombado pelo Patrimônio Histórico Cultural. Foi construído em 1907 para ser a casa do coronel Aureliano Medeiros, um dos homens mais ricos do estado.

Acabando o tour pelo centro, é hora de se deliciar nas praias. A mais conhecida é a Praia de Ponta Negra. Nessa orla ficam os melhores hotéis da cidade e também vários prédios de luxo.

Ponta Negra

Em Natal, encontra-se a Praia de Ponta Negra. Esta é a praia mais conhecida da cidade. Fica no bairro de mesmo nome e tem uma estrutura ótima. No calçadão, existem diversos bares e restaurantes, alguns com música ao vivo à noite. A dica é se sentar do lado de fora e ficar sentindo a brisa que não para.

Praia de Ponta Negra: a praia mais conhecida da cidade

Fora os restaurantes, a Praia de Ponta Negra tem tudo que o turista quer ver quando vai ao Rio Grande do Norte: águas cristalinas e dunas. No final da praia, está o Morro do Careca. A duna de cerca de 100 metros é um dos principais pontos turísticos de Natal. Até o final da década de 90, muitas pessoas desciam as dunas com papelões. A área foi fechada para a preservação da mata de restinga.

Para quem quer sair à noite, a boa é ir à Praia de Ponta Negra. Lá o agito rola solto. Há forrós, bares e muita azaração.

Mas se o seu negócio é comer bem, não deixe de ir ao restaurante Camarões. Nacionalmente conhecido, o estabelecimento tem duas unidades em Ponta Negra, ambas com filas de uma hora. A espera vale. Para quem não quer esperar, o restaurante Nau, também em Ponta Negra, é uma excelente opção.

Praia do Meio

Em Natal, tem uma praia um pouco menos famosa, mas que vale (e muito a visita). A Praia do Meio é um lugar delicioso. No final dela, tem uma faixa de pedra. Na maré baixa, formam-se piscinas naturais de água turquesa e ainda mais quentinha. Um banho de mar imperdível.

Forte dos Reis Magos

Como se as piscinas não fossem suficientes, há uma construção em forma de estrela, no finalzinho da Praia do Meio, que enche os olhos. O Forte dos Reis Magos chegou a ser o marco zero da cidade por anos. A construção fica na barra do rio Potenji e ficou conhecida assim por conta da data da sua inauguração 25 de dezembro de 1599.

Litoral Norte

São Miguel do Gostoso

O novo destino dos ricos e famosos atende pelo nome de São Miguel do Gostoso. O lugar fica a 110 quilômetros de Natal e vale cada minuto do deslocamento.

O novo destino dos ricos e famosos atende pelo nome de São Miguel do Gostoso

Conta-se que São Miguel ganhou esse nome por causa de um senhor que morava do local e tinha a gargalhada fácil e gostosa. Pronto! Estava dado o nome perfeito para o local. Mas não é que o lugar é gostoso mesmo? A vila de pescadores tem um clima simples e cheio de paz que faz a gente se sentir em casa.

Se você gosta de lagosta, essa é oportunidade de se empanturrar da iguaria! São diversos tipos: lagosta assada na brasa, espetinho de lagosta, lagosta ensopada… Ih, é de perder a conta.

São Miguel do Gostoso é legal também para quem curte esportes náuticos. Na principal praia da cidade, não falta gente velejando de kite surf e de prancha a vela. Aliás, todo o material de windsurf (slalon, windglider, velas de todos os tamanhos com e sem camber, tudo) pode ser alugado na praia.

Genipabu

Você deve estar conhecendo o nome, né? Mas antes de falarmos sobre as Dunas de Genipabu, vamos falar sobre a praia? A Praia de Genipabu é incrível! Além da água clarinha de todo o estado, nessa praia, tem uma coisa interessante. Ela é cercada por dunas bem branquinhas, areia fina. Não custa nada dar um mergulho antes de ir às dunas.

Dunas de Gebipabu

As dunas mais altas do Brasil se encontram no Rio Grande do Norte. Sim! As Dunas de Genipabu parecem ser um verdadeiro deserto. Não é à toa que o final da novela “O Clone”, da Rede Globo foi filmado lá.

As dunas são demais! Uma das diversões é tirar fotos inusitadas. Com o fundo praticamente infinito, é a chance de dar asas à imaginação, usando brinquedos ou não.

Depois disso, o passeio de buggy é obrigatório. Normalmente, os passeios no resto do Brasil, pode-se escolher com ou sem emoção. Para os potiguas essa opção não existe. O passeio de buggy nas Dunas de Genipabu é emoção na veia. O buggy parece que vai virar em várias situações e o sentimento é de quem está numa montanha russa na Disney. Muito legal! O grito é liberado.

Lagoa de Jacumã

Seguindo viagem ainda pelo Litoral Norte, vamos de esportes não muito radicais: skibunda ou aerobunda. O nobre esporte é um dos pontos altos da viagem. Em Ceará Mirim, a 35 quilômetros de Natal, a Lagoa de Jacumã oferece as condições perfeitas para a prática.

Rodeada por uma vegetação nativa, pode-se chegar ao ponto de partida do skibunda pelas Dunas de Jacumã. Depois de comprado o tíquete e devidamente, aparelhado, o visitante pode escolher descer numa espécie de cadeirinha (bastante confortável, aliás) ou, para os mais radicais, numa rampa íngreme, deitados de barriga para baixo com um instrumento que mais parece uma prancha de body board. Ou, claro, por que escolher? Vá nos dois!

A queda é uma delícia. Cai-se na Lagoa de Jacumã, uma água de outro tom, um pouco mais escura, mas limpinha. A volta para o topo é feita por um carrinho puxado lá de cima por um cabo de aço, uma curtição.

Uma dica é aproveitar e ir à Praia de Pitangui. Uma praia de cartão postal que vale a visita.

Maracajaú

Bem-vindo à Maracajaú, o Caribe Brasileiro. Mergulhar em Maracajaú é uma daquelas experiências que se guardam pelo resto da vida.

A 55 quilômetros de Natal, o mergulho mais incrível do Litoral Norte do Rio Grande do Norte aguarda você. Já no embarque, o passeio começa bem. Entra-se numa lancha grande, rápida e mega confortável.

São sete quilômetros de bancos de corais. A água de Maracajaú é transparente e os corais são cheios de peixes. Peixes de todos os tamanhos, cores e formas, polvos, lagostas; um banquete para os olhos. É para o mais exigente dos mortais sair de lá rezando e agradecendo o privilégio de ter conhecido.

Litoral Sul

Pipa

Agora, rumo ao sul do estado. Se você estava procurando um lugar com uma natureza praticamente intocada, achou. O município de Tibau do Sul fica a 85 quilômetros de Natal e é famoso por abrigar a Praia de Pipa, um balneário com ótima infraestrutura!

A rua principal de Pipa é o ponto de encontro para quem gosta de diversão e agitação com uma moçada bonita desfilando no lugar. São inúmeros restaurantes, sorveterias, lojas variadas e hotéis.

O nome “Pipa” foi dado pelos portugueses à época da colonização. Em Portugal, os barris de vinho e os de azeite são chamados de “pipas”. Quando os nossos patrícios chegaram ao lugar e viram uma pedra que, na opinião deles, parecia um barril, não tiveram dúvidas em batizar a praia: Pipa!

Em Pipa fica a Baía dos Golfinhos; ela já foi considerada a sétima praia mais bonita do Brasil. Além de um mar verdinho, é comum ver golfinhos dando o ar da graça no lugar.

A Praia do Amor também não fica atrás. Depois de descer nada menos do que 80 degraus, depara-se com uma praia calma, cheia de sombras de altos coqueiros. Um lugar para passar o dia e se esquecer da vida. O mar é quentinho e do lado direito, uma falésia dá o toque final à essa obra de arte.

Na Praia da Ponta do Madero, é possível ficar horas olhando para o mar e par aos arredores. As falésias e a areia branquinha fazem dessa praia um lugar especial. A brisa sopra sem parar e não se sente o sol queimar a pele, então a dica é ficar atento ao protetor solar. A infraestrutura da praia é ótima. São quiosques que preparam de tudo, para todos os bolsos. A pedida é pedir uma caipirinha de seriguela, uma fruta típica da região. Para acompanhar, claro, aipim frito e camarão. Aliás, o camarão nos quiosques do Madero são uma atração à parte. Não deixe de comer.

Pirangi do Norte

Embora não seja muito conhecida do grande público a Praia de Pirangi do Norte merece uma visita. Ela fica no município de Parnamirim, pertinho de Natal.  O lugar é cheio de piscinas naturais, cheio de arrecifes e de corais.

A praia é tranquila; dá para tomar banho de mar sem susto. São poucas ondas e águas calmas e morninhas. O mergulho também é excelente opção. Por conta dos arrecifes, o mergulho fica fácil mesmo para quem nunca mergulhou.

E aí, já está com uma vontade incontrolável de conhecer o Rio Grande do Norte? Vá! Você não irá se arrepender. É deslumbrante. Essa é daquelas viagens que, quando acaba, dá uma sensação gostosa de “quero mais”.

Se você já conhece, por que não querer mais? Volte ao lugar onde “o vento faz a curva”, a esquina do Brasil. Com certeza, a sua viagem será inesquecível.

A Urbi et Orbi tem a melhor opção de pacotes para você! Clique aqui e descubra como planejar a sua próxima viagem com a gente!

 

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma Resposta

Seu e-mail não será publicado.