Orientações para uma viagem mais tranquila no fim do ano

Orientações para uma viagem mais tranquila no fim do ano

Sempre que a época das festas de fim de ano e as férias de janeiro se aproximam, aumenta o número de pessoas circulando nos aeroportos, considerando, também, as filas para check-in e despacho de malas ou ocorrências de overbooking pelas companhias aéreas.

De acordo com as estimativas divulgadas pela Secretaria Nacional de Aviação Civil (Anac) e pelo Ministério da Infraestrutura, os 16 aeroportos do Brasil devem ter um maior fluxo de pessoas nos dias 23 de dezembro e 6 de janeiro, principalmente em viagens nacionais.

Devido a estas grandes movimentações, relembramos que você deve redobrar sua atenção a alguns itens que mesmo sendo difíceis de esquecer, podem interferir no caminho para as comemorações se não forem conferidos. Por isso, compartilhamos algumas orientações e dicas para que a sua viagem seja mais tranquila.


Orientações gerais

Aos passageiros de viagens internacionais, a orientação é de que estejam no aeroporto com, no mínimo, quatro horas de antecedência, e nos voos pelo Brasil com o mínimo de três horas. Lembre-se que o horário de embarque sempre antecede o horário de partida.

Já experimentou ter o aplicativo da companhia aérea em seu celular? Se não, procure obtê-lo dias antes da sua viagem, pois o pré-check-in, disponibilizado pelas empresas aéreas também pelo site, pode ser feito entre 48 e 24 horas antes da saída do voo.

Não se preocupe em verificar a documentação mais de uma vez, assim como conferir os dados de embarque quando os cartões forem gerados. Se algo estiver errado, notifique a companhia aérea para ajuste e custos, que podem ser cobrados em voos internacionais.

Dúvidas sempre surgem quando o assunto é bagagem. Para transportar a sua com segurança, verifique se as dimensões atendem às exigências de bordo da cabine de passageiros ou se organize para despachar as suas malas no aeroporto.

Se o seu voo atrasar, a companhia aérea deve fornecer informações e disponibilizar alimentos após duas horas de espera no aeroporto; se for acima de quatro horas ou o voo for cancelado, os passageiros são realocados em outro voo. Para ver as informações completas, acesse o portal informativo da Anac.


Documentação para viagens nacionais

Documentação para viagens nacionais - Urbi Viagens

Todas as carteiras de identidade de viajantes para destinos nacionais devem estar em bom estado e com mínimo de 10 anos de emissão. Para menores de até 12 anos (incompletos), faz-se necessária a apresentação do próprio documento de identificação civil com foto (RG ou Passaporte) ou da Certidão de Nascimento (original ou cópia autenticada).

Os acompanhantes dos menores de até 12 anos, sendo pais, responsáveis (tutor, curador, guardião), avós ou parentes maiores de 18 anos até terceiro grau (irmãos e tios), devem apresentar algum documento que comprove a filiação, vínculo ou parentesco.

Adolescentes entre 12 e 17 anos devem ter documento de identificação civil com foto, a exemplo do RG ou Passaporte, com fé pública e validade em todo o território brasileiro.


Documentação para viagens internacionais

Para viagens internacionais, é preciso ter atenção aos documentos de acordo com o país a ser visitado, principalmente os que exigem o comprovante da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de vacina contra a febre amarela.

Para a América do Sul, aceita-se o passaporte ou a carteira de identidade emitida pelos Órgãos de Segurança Pública, enquanto para passageiros estrangeiros embarcando no Brasil, é solicitado o passaporte válido em consulta com o Consulado do país de destino.

Aos menores de 18 anos viajando sozinhos, além da apresentação do Passaporte, a Autorização de Viagem deve ser um documento consentido pelos pais. A autorização é dispensada apenas se os menores estiverem acompanhados do pai e também da mãe, ou se a viagem for somente com um deles, é necessária autorização concedida pelo outro.

Vale lembrar que para gestantes, a partir do terceiro mês, é obrigatório também apresentar autorização médica para embarcar.

Caso surja algum problema entre o seu embarque e o desembarque, procure o atendimento da companhia aérea. Se a solução não for satisfatória, a Anac orienta o registro na plataforma www.consumidor.gov.br para ter uma resposta da empresa aérea em dez dias.


Veja também:

Vacina contra a febre amarela: o que você precisa saber antes de viajar
Franquia de bagagem para voos nacionais e internacionais

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma Resposta

Seu e-mail não será publicado.