JORDÂNIA

SOMENTE TERRESTRE
Duração: 7 noites
Saída: Março e Dezembro de 2022
A partir de: US$ 494
até 9x de US$ 218 sem juros

1º DIA – AMÃ / CHEGADA:

Chegada ao Aeroporto Internacional de Amã. Assistência para obtenção do visto gratis e encontro com o motorista para traslado ao hotel. Hospedagem.

2º DIA – AMÃ – JERASH:

Após o café da manhã no hotel, encontro com o guia e saída para as visitas de Jerash, city tour em Amã e walking tour.

Jerash, no período do Império Romano era conhecida como Gerasa. Na lista de destinos preferidos da Jordânia, Jerash está em segundo lugar, depois de Petra. Tem uma hisótia de presença humana de mais de 6500 anos. É considerada uma das cidades romanas mais preservadas do mundo. As ruínas são imensas e impressionantes com destaque para o Arco de Adriano, Hipódromo, Rua das Colunatas, Teatros, Museu Arqueológico de Jerash, entre outros. City tour em Amã com visita à cidade antiga com degustação de doces árabes. Amã, a capital, era chamada Rabbath Ammon ou Rabat Amon pelos Ammonitas. Mais tarde foi conquistada pelos Asirios, em seguida pelos Persas e mais tarde pelos Macedônios. Ptolomeo II Filadelfo, então Governador do Egito que a rebatizou Filadelfia. As ruínas da Cidadela datam várias épocas e civilizações, inclusive o Império Romano, como as ruínas do Templo de Hércules. O Teatro Romano é uma das atrações mais impressionantes. Extremamente inclinado, o anfiteatro conta com acústica incrível, projeto genial e capacidade para cerca de seis mil pessoas.

Após as visitas, retorno para o hotel em Amã. Hospedagem.

3º DIA – AMÃ – MADABA – MONTE NEBO – PETRA:

Após o café da manhã no hotel, saída para visitar Madaba e Monte Nebo no caminho para Petra.

Madaba é um dos locais memoráveis da Jordânia. Apelidada como a “Cidade dos Mosaicos”, tem vários locais para visitar, entre eles, a Igreja Grega Ortodoxa de São Jorge. No seu piso há um mapa de mosaico bizantino do século VI extremamente nítido que ilustra a Terra Santa.

Monte Nebo, Memorial de Moisés no alto de uma montanha com uma fascinante vista do Vale Jordão, Mar Morto, Jericó e Jerusalém. É mencionado na Bíblia como o lugar onde Moisés avistou a Terra Prometida, mas nunca conseguiu chegar até lá. E onde foi enterrado. Foi local de peregrinação dos Cristãos e a primeira igreja construída foi no século IV para assinalar o local da morte de Moisés. Após a visita, traslado para o hotel em Petra. Chegada e hospedagem.

4º DIA – PETRA:

Café da manhã no hotel. Saída para visitor Petra. Considerada uma das Sete Maravilhas do Mundo, é o tesouro mais valioso da Jordânia e a maior atração turística. A cidade foi esculpida na rocha pelos Nabateus árabes nômades. Berço do povo Nabateu, foi fundada em 312 a.C. e se transformou num eixo importante nas rotas comerciais, caravanas de seda, incensos e especiarias que ligaram a China e a Índia à Grécia, Roma, Egito e Síria. Petra entrou na ira dos romanos, Pompeu e Herodes, mas só sucumbiu em cerca de 130, quando o Imperador Adriano a conquistou. Tempos depois os Nabateus deixaram a cidade após um forte terremoto. A cidade foi abandonada e esquecida no tempo e na areia. Só os beduínos sabiam encontrá-la no deserto. Até que em 1812, o explorador suíço Johann Ludwig Burckhardt amante da cultura muçulmana, se fez passer por um comerciante árabe para conquistar a confiança dos beduínos. Tomando notas e fazendo esboços em segredo escreveu: “Configura-se que as ruínas de Wadi Musa é a antiga Petra”. A UNESCO descreve Petra como uma das preciosidades do Patrimônio da Humanidade. Após a visita, retorno ao hotel. Hospedagem.

5º DIA – PETRA – WADI RUM:

Café da manhã no hotel. Saída com destino ao Deserto de Wadi Rum. Jeep tour (2 hrs) numa pick up aberta 4×4 conduzida por um Beduíno. Wadi Rum, também conhecido como “O Vale da Lua”, ganhou fama após o filme Lawrence da Arábia de 1962. É um deserto com coloração avermelhada e alaranjada. Coloração essa que o fez se passer por Marte em cenas do filme Perdidos em Marte de 2015. A região é habitada há mais de mil anos, principalmente por Beduínos. Os turistas podem dormir em tendas que podem ser simples ou luxuosas, algumas com vista panoirâmica e podem também degustar de um Jantar tipicamente Beduíno. Jantar e hospedagem.

6º DIA – WADI RUM – MAR MORTO:

Café da manhã e saída para o hotel no Mar Morto. Hospedagem.

7º DIA – MAR MORTO:

Café da manhã no hotel. Dia livre. Experimente os conhecidos poderes minerais da lama e boie nas águas do Mar Morto onde é impossível afundar por causa da quantidade de sal. O Mar Morto está a 427 metros abaixo do nível do mar e é o ponto mais baixo da Terra. Extremamente salgado (10 vezes mais que os oceanos) e com 306 metros de profundidade é também o mais profundo do mundo. Acolheu cidades bíblicas como: Sodoma, Gomorra, Adman, Zebouin e Zoar. O Santuários de Ló é uma das descobertas mais importantes da Jordânia. Existe um pilar de sal nas proximidades, acredita-se ser os restos mortais da mulher de Ló, que desobedeceu ao aviso de Deus para não olhar para trás quando fugia de Sodoma. Hospedagem.

8º DIA – MAR MORTO – AEROPORTO DE AMÃ / BRASIL:

Café da manhã no hotel e check out. Em horário a ser determinado, traslado ao aeroporto internacional de Amã para voo de regresso.

Clique no link e saiba mais sobre o destino

Pacote inclui:

• Traslados em sedan privado com ar condicionado e motorista falando inglês;

• Serviços de guia privativo nos dias de programa – inglês, espanhol ou português (sujeito a disponibilidade);

• Encontro e assistência na chegada a Jordânia junto a imigração para emissão do visto pelo representante local (que fala inglês) e assistência na partida;

• Visto de entrada na Jordânia (é necessário que as cópias dos passaportes sejam enviadas com antecedência);

• Entradas de todos os pontos turísticos mencionados no itinerário;

• Passeio de cavalo por 10 minutos na entrada de Petra;

• Jeep tour com duração de 2 hrs em 4×4 no Deserto de Wadi Rum;

• 7 noites de hospedagem nos hotéis mencionados ou similares com café da manhã;

• 2 águas por pessoa, por dia, durante os traslados;

• Seguro de viagem Intermac Prata (*ver condição – válido para passageiros menores de 85 anos).

Pacote não inclui:

• Despesas de caráter pessoal tais como: telefonemas, lavanderia, bebidas, excesso de bagagem, etc;

• Gorjetas para guias, motoristas, garçons, maleteiros, hotéis e aeroportos;

• Entradas não indicadas;

• Refeições não mencionadas;

• Opcionais sugeridos;

• Voos domésticos e / ou internacionais;

• Taxas de Fronteira e / ou Aeroportos;

• Testes de PCR caso e quando exigidos;

• Tudo o que não estiver expressamente indicado no “Programa Inclui”.


Veja as Tabelas de Preços:

Saída: Novembro a Dezembro de 2022


 

1º DIA – AMÃ / CHEGADA:

Chegada ao Aeroporto Internacional de Amã. Assistência para obtenção do visto gratis e encontro com o motorista para traslado ao hotel. Hospedagem.

2º DIA – AMÃ – JERASH:

Após o café da manhã no hotel, encontro com o guia e saída para as visitas de Jerash, city tour em Amã e walking tour.

Jerash, no período do Império Romano era conhecida como Gerasa. Na lista de destinos preferidos da Jordânia, Jerash está em segundo lugar, depois de Petra. Tem uma hisótia de presença humana de mais de 6500 anos. É considerada uma das cidades romanas mais preservadas do mundo. As ruínas são imensas e impressionantes com destaque para o Arco de Adriano, Hipódromo, Rua das Colunatas, Teatros, Museu Arqueológico de Jerash, entre outros. City tour em Amã com visita à cidade antiga com degustação de doces árabes. Amã, a capital, era chamada Rabbath Ammon ou Rabat Amon pelos Ammonitas. Mais tarde foi conquistada pelos Asirios, em seguida pelos Persas e mais tarde pelos Macedônios. Ptolomeo II Filadelfo, então Governador do Egito que a rebatizou Filadelfia. As ruínas da Cidadela datam várias épocas e civilizações, inclusive o Império Romano, como as ruínas do Templo de Hércules. O Teatro Romano é uma das atrações mais impressionantes. Extremamente inclinado, o anfiteatro conta com acústica incrível, projeto genial e capacidade para cerca de seis mil pessoas.

Após as visitas, retorno para o hotel em Amã. Hospedagem.

3º DIA – AMÃ – MADABA – MONTE NEBO – PETRA:

Após o café da manhã no hotel, saída para visitar Madaba e Monte Nebo no caminho para Petra.

Madaba é um dos locais memoráveis da Jordânia. Apelidada como a “Cidade dos Mosaicos”, tem vários locais para visitar, entre eles, a Igreja Grega Ortodoxa de São Jorge. No seu piso há um mapa de mosaico bizantino do século VI extremamente nítido que ilustra a Terra Santa.

Monte Nebo, Memorial de Moisés no alto de uma montanha com uma fascinante vista do Vale Jordão, Mar Morto, Jericó e Jerusalém. É mencionado na Bíblia como o lugar onde Moisés avistou a Terra Prometida, mas nunca conseguiu chegar até lá. E onde foi enterrado. Foi local de peregrinação dos Cristãos e a primeira igreja construída foi no século IV para assinalar o local da morte de Moisés. Após a visita, traslado para o hotel em Petra. Chegada e hospedagem.

4º DIA – PETRA:

Café da manhã no hotel. Saída para visitor Petra. Considerada uma das Sete Maravilhas do Mundo, é o tesouro mais valioso da Jordânia e a maior atração turística. A cidade foi esculpida na rocha pelos Nabateus árabes nômades. Berço do povo Nabateu, foi fundada em 312 a.C. e se transformou num eixo importante nas rotas comerciais, caravanas de seda, incensos e especiarias que ligaram a China e a Índia à Grécia, Roma, Egito e Síria. Petra entrou na ira dos romanos, Pompeu e Herodes, mas só sucumbiu em cerca de 130, quando o Imperador Adriano a conquistou. Tempos depois os Nabateus deixaram a cidade após um forte terremoto. A cidade foi abandonada e esquecida no tempo e na areia. Só os beduínos sabiam encontrá-la no deserto. Até que em 1812, o explorador suíço Johann Ludwig Burckhardt amante da cultura muçulmana, se fez passer por um comerciante árabe para conquistar a confiança dos beduínos. Tomando notas e fazendo esboços em segredo escreveu: “Configura-se que as ruínas de Wadi Musa é a antiga Petra”. A UNESCO descreve Petra como uma das preciosidades do Patrimônio da Humanidade. Após a visita, retorno ao hotel. Hospedagem.

5º DIA – PETRA – WADI RUM:

Café da manhã no hotel. Saída com destino ao Deserto de Wadi Rum. Jeep tour (2 hrs) numa pick up aberta 4×4 conduzida por um Beduíno. Wadi Rum, também conhecido como “O Vale da Lua”, ganhou fama após o filme Lawrence da Arábia de 1962. É um deserto com coloração avermelhada e alaranjada. Coloração essa que o fez se passer por Marte em cenas do filme Perdidos em Marte de 2015. A região é habitada há mais de mil anos, principalmente por Beduínos. Os turistas podem dormir em tendas que podem ser simples ou luxuosas, algumas com vista panoirâmica e podem também degustar de um Jantar tipicamente Beduíno. Jantar e hospedagem.

6º DIA – WADI RUM – MAR MORTO:

Café da manhã e saída para o hotel no Mar Morto. Hospedagem.

7º DIA – MAR MORTO:

Café da manhã no hotel. Dia livre. Experimente os conhecidos poderes minerais da lama e boie nas águas do Mar Morto onde é impossível afundar por causa da quantidade de sal. O Mar Morto está a 427 metros abaixo do nível do mar e é o ponto mais baixo da Terra. Extremamente salgado (10 vezes mais que os oceanos) e com 306 metros de profundidade é também o mais profundo do mundo. Acolheu cidades bíblicas como: Sodoma, Gomorra, Adman, Zebouin e Zoar. O Santuários de Ló é uma das descobertas mais importantes da Jordânia. Existe um pilar de sal nas proximidades, acredita-se ser os restos mortais da mulher de Ló, que desobedeceu ao aviso de Deus para não olhar para trás quando fugia de Sodoma. Hospedagem.

8º DIA – MAR MORTO – AEROPORTO DE AMÃ / BRASIL:

Café da manhã no hotel e check out. Em horário a ser determinado, traslado ao aeroporto internacional de Amã para voo de regresso.

Petra
Jordânia
Monte Nebo
Wadi Rum
Mar Morto
JERASH

Nome Completo:

E-mail:

Telefone:

Data de ida:

Número de noites:

Quartos:

Quantidade de adultos:

Quantidade de crianças:

Categoria de hotel:

Regime de alimentação:

Observação:

Print Friendly, PDF & Email